Nutricosméticos – beleza de dentro para fora!

Você já deve ter ouvido falar em ‘Pílulas da Beleza’ ou ‘Cosméticos Orais’ ou ‘Nutricosméticos’ e no mínimo ficou curioso para saber o que estes produtos que prometem melhorar a aparência da pele, cabelos e unhas e até mesmo retardar o envelhecimento têm de tão especial ao cuidar da beleza de dentro para fora. Eles são uma das mais novas tendências da cosmética mundial.

Com certeza a afirmação “Você é o que você come” nos faz refletir sobre a importância diária de uma dieta balanceada e rica em nutrientes, mas no corre-corre do dia a dia, às vezes consumimos quantidades insuficientes destes nutrientes, e em pouco tempo o resultado está na ‘cara’, literalmente percebemos a pele ressecada, cabelos sem brilho e unhas quebradiças. Partindo desse princípio, pesquisas foram desenvolvidas e comprovaram que doses de vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos graxos e proteínas visam repor possíveis deficiências causadoras de rugas, unhas fracas, queda de cabelo, flacidez, entre outros problemas estéticos.

Os Nutricosméticos são por tanto um complemento da rotina de beleza; uma verdadeira febre na Europa, Japão e Estados Unidos, esses suplementos são vendidos na forma de cápsulas, refrescos, iogurtes chocolates e gomas. Os estudos comprovam a ligação entre o consumo de produtos específicos à melhora da pele, e dentre eles podemos citar o mineral silício, que atenua as rugas e aumenta a resistência do cabelo e unhas. O chá verde e o cacau são grandes destaques pelas suas propriedades antioxidantes que auxiliam na diminuição de rugas, melhora da hidratação e circulação. As proteínas do leite e o licopeno atuam na proteção das células de colágeno devido sua ação antioxidante; o extrato de soja estimula a renovação celular e a vitamina C protege e restaura as fibras de colágeno, o que diminui a flacidez da pele.

Alguns dos principais ativos utilizados na terapêutica atual são:

  • Silício Orgânico (Exsynutriment): é o ácido ortosilícico estabilizado em hidrolisado de colágeno marinho. Ele desempenha um papel essencial na saúde humana, regulando o metabolismo de diversos tecidos, principalmente do conjuntivo. Possui estrutura original patenteada pela Exsymol, Mônaco, sendo altamente biodisponível para reposição de silício em seres humanos. É um dos principais fatores para produção endógena de colágeno pelos fibroblastos. Suas principais ações são: melhora do aspecto cutâneo, efeito lifting e antiaging, hidratação profunda, firmeza e sustentação, ação redensificadora e preenchedora das rugas, cicatrização.
  • Bio Arct: é uma biomassa marinha originária de uma alga vermelha encontrada no Mar Ártico, a Chondrus crispus. A Exsymol, por meio de um método exclusivo, submete a alga a condições extremamente estressantes, como frio intenso e pouca luminosidade. Após esse processo, um método especial e patenteado de extração que garante a composição integral da alga e grandes quantidades de biomassa marinha padronizada. Bio-Arct contêm 7% de citrulil-arginina, um dipeptídeo ativo que regula a expressão de SIRT-3, promovendo aumento da produção de ATP. Suas principais ações são: anti-aging, estimulando das trocas de nutrientes, citoestimulante, antiestresse cutâneo com melhora na luminosidade da pele, bioenergizante, protetor cutâneo durante condições extremas (frio, calor, poluição, ar condicionado), detoxificante, cicatrizante, antioxidante e anti-inflamatório.
  • Fosfolipídeos do Caviar: consiste em uma associação de fosfolipídeos de origem marinha (principalmente fosfatidilcolina) e lipídeos neutros extraídos das ovas do arenque. É particularmente rico em ácidos graxos poli-insaturados (PUFA) ômega-3 (DHA e EPA) e contêm, naturalmente, vitamina E e astaxantina. Suas principais ações são: cicatrizante, antioxidante, anti-inflamatório, antiaging e melhora do aspecto cutâneo.
  • Glycoxil: é um peptidomimético baseado em carcinina, cujo nome químico é b-alanil-histamina e apresenta propriedades antiglicante, antiglicoxidante e desglicante. É altamente biodisponível por possuir maior estabilidade molecular, sendo 30 vezes mais resistentes à degradação enzimática (dipeptidades teciduais e séricas), resultando em um tempo de meia vida maior e consequentemente uma maior biodisponibilidade. Suas principais ações são: antiaging, antiglicação e deglicação de proteínas da derme, antioxidante.
  • Vitamina C: O ácido ascórbico ou vitamina C (C6H8O6ascorbato, quando na forma ionizada) é uma molécula usada na hidroxilação de várias outras em reações bioquímicas nas células. A sua principal função é a hidroxilação do colágeno, aproteína fibrilar que dá resistência aos ossosdentestendões e paredes dos vasos sanguíneos. Além disso, é um poderoso antioxidante, sendo usado para transformar os radicais livres de oxigênio em formas inertes.
  • Vitamina E: também conhecida como tocoferol, na verdade trata-se de um grupo de substâncias, com grande atividade anti-oxidante. Em 1968 a vitamina E foi reconhecida como um nutriente essencial para os seres humanos pela Food and Nutrition Board do National Research Council, dos EUA. O reconhecimento da vitamina E como um agente anti-radical das estruturas de proteção da membrana das células contra os efeitos destrutivos dos radicais livres causou um renovado interesse nesta. Além disso, estudos epidemiológicos e científicos sugerem que a vitamina E desempenha papel protetor em doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer, além de proteger a pele e renová-la.
  • Biotina: estudos científicos já relacionam a deficiência desta com a dermatite seborreica, alopécia, unhas e cabelos fracos, produção excessiva de sebo, dentre outras dermatoses. Sua falta ocasiona a deficiência da biotinidase, uma enzima dependende de biotina, uma enzima que produz carboxilases, importantes no metabolismo de gorduras, carboidratos e proteínas.
  • Betacaroteno: tem sido descobertas grandes propriedades para o betacaroteno nas pesquisas das quais é alvo. Sabe-se hoje que ele é um antioxidante (inibe radicais livres, prevenindo o envelhecimento), beneficia a visão noturna, aumenta a imunidade, dá elasticidade à pele, aumenta o brilho dos cabelos e o fortalecimento dasunhas, além de atuar no metabolismo de gorduras. O betacaroteno também é favorável na obtenção do bronzeamento da pele. Quando transformado em vitamina A em nosso organismo, auxília na formação de melanina, pigmento responsável por proteger a pele dos raios ultravioleta e conferir o bronzeamento.

Logicamente, são diversas as substâncias e os princípios ativos que podem ser considerados nutricosméticos, mas nossa intenção foi revisar algumas das mais utilizadas.

O mais interessante é que não precisamos mais ficar presos às tradicionais cápsulas para ingerir os nutrientes necessários, várias formulações disponíveis na farmácia de manipulação irão tornar esse momento de suplementação muito prazeroso, experimente-os na forma de gomas, balas, refrescos, shakes, chocolates, sopas, chás e até mesmo géis comestíveis, podendo ser livres de açúcar, corantes e gorduras hidrogenadas; as balas de colágeno; os ‘shakes’ que não só ajudam na beleza, mas também proporcionam saciedade e sem dúvida os refrescantes refrescos a base de chá verde.

Segundo a Revista ISTO É, edição 2215, abril / 2012, “as pílulas contendo nutrientes consagram-se como o mais novo fenômeno da beleza e são indicadas por médicos para atenuar rugas, melhorar o viço da pele, combater a celulite e fortalecer unhas e cabelos, entre outros efeitos.”

Como você percebe a partir de agora mais um item deve ser acrescentado na sua rotina de beleza. Converse com seu médico, nutricionista ou farmacêutico para uma adequada orientação!

Referências
1. Nutricosméticos e Aliméticos. InformAção Magistral, Edição V, ano 2012.
2. Nutricosméticos, Pílulas da Beleza. Site da farmácia Almaderma, http://www.almaderma.com.br/produtos_nutricosmetico_pilulas_beleza.php.
3. Rev. Saúde Pública, vol. 32, n. 2. São Paulo Apr. 1998.
4. 
Turk J. Pediatr. 1994. Oct-Dec; 36(4); 267-78.
5. Int J Vitam Nutr Res. 1977; 47(2); 107-18.
6. David L. Nelson, Michael M. Cox, “Lehninger Principles of Biochemistry”, 4ª edição, W. H. Freeman, 2005
7. β-Carotene BioChemika, purum, ≥97.0% (UV). Página visitada em 21 de Oct. de 2009.
8. Revista ISTO É, edição 2215, abril / 2012.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s